Efeitos da radiação gama em sementes de açafate branco

Efeitos da radiação gama em sementes de açafate branco (Lobularia maritima) e girassol (Helianthus annuus)
Palavras-chave | Incêndios florestais, meio aquático, cinza, toxicidade

João Fernandes, Raquel Conceição e Rute Cesário
Ano letivo 2018-2019 | Projeto de de 12º ano

A radiação gama tem vindo a ser utilizada para induzir mutações por ser um método de criação de variabilidade genética, tem vindo a ser utilizada em programas de melhoramento e obtenção de novos cultivares. O objetivo deste trabalho foi induzir radiação gama para criar mutações com interesse ornamental. Irradiaram-se 5 lotes de 25 sementes de açafate-branco e 5 lotes de 10 sementes de girassol com as seguintes doses de radiação gama: 30Gy, 50Gy, 100Gy e 200Gy. A taxa de germinação foi significativamente diferente entre os lotes de controlo e os experimentais, tendo sido a taxa das experimentais mais elevada, tanto no açafate-branco como no girassol. Contudo, quanto à taxa de crescimento, os lotes de controlo e, de seguida, os de 30Gy, foram superiores. A experiência não permitiu obter resultados significativos e ainda não foi obtida qualquer mutação.

Clica aqui e descobre todos os detalhes sobre este estudo. Para conheceres a apresentação deste estudo podes descarregar este ficheiro ou espreitar a geleira a baixo.

0001
0002
0003
0004
0005
0006
0007
0008
0009
0010
0011
0012
0013
0014
0015
0016
0017
0018
0019
0020
0021
0022
0023
0024
0025
0026
0027
0028
0029
0030
0031
0032
0001 0002 0003 0004 0005 0006 0007 0008 0009 0010 0011 0012 0013 0014 0015 0016 0017 0018 0019 0020 0021 0022 0023 0024 0025 0026 0027 0028 0029 0030 0031 0032