Recuperação de Áreas Invadidas por Acacia longifolia em Odemira

Ana Correia, Milene Ramires e Mónica Raposo
Ano letivo 2011-2012

Acacia longifolia é uma espécie exótica que tem um comportamento invasor em Portugal. Nas dunas do litoral de Odemira, ela ameaça uma planta endémica muito rara – Plantago almogravensis. Técnicos do Parque Natural do Sudoeste Alentejano cortaram parte do acacial que ameaçava P. almogravensis. O objetivo deste trabalho foi investigar formas de controlar o reaparecimento do acacial na área recentemente cortada. Fizeram-se lotes para testar o efeito de dois tratamentos: cobertura por plástico preto e raspagem do terreno. Verificou-se que o plástico preto inibe o reaparecimento de acácia mas também das espécies autóctones. A raspagem do terreno reduz para menos de metade o número de acácias germinadas após o corte, sem reduzir o número de plantas autóctones que regeneram. Por amostragem em quadrados, contaram-se mais de 3000 sementes num metro quadrado de acacial. O fogo parece afetar negativamente a viabilidade das sementes de Acacia longifolia. Está a decorrer uma experiência de restauro ativo do ecossistema dunar – propagaram-se por estaca algumas plantas das dunas que foram plantadas nos lotes para verificar a eficácia desta ação no restabelecimento do ecossistema inicial.

Para conheceres a apresentação deste estudo podes descarregar este ficheiro.