Impacte da flora invasora nos ecossistemas ribeirinhos de Odemira

Daniel Silva, Lúcia Martins e Marlieke Pronk

O objetivo do nosso trabalho foi estudar a influência da invasão por acácia na biodiversidade dos ecossistemas ribeirinho no Concelho de Odemira. Selecionámos como indicadores da biodiversidade dois grupos de seres vivos: plantas e artrópodes. No Rio Mira e na Ribeira das Pimentas selecionaram-se pontos de amostragem em troços com galeria ripícola com dominância de acácia e pontos de amostragem em troços dominados por árvores autóctones. Em cada ponto de amostragem fez-se um inventário da flora (15m2), duas bark-traps (armadilhas de tronco de árvore) e quatro pit-falls (armadilhas de chão).

Foi possível verificar que a diversidade de plantas é significativamente maior nos ecossistemas ribeirinhos com vegetação nativa do que nos ecossistemas ribeirinhos dominados por acácias. Há mais espécies e maior diversidade quando a acácia está ausente dos ecossistemas ribeirinhos. Com os resultados das barktraps chegou-se à mesma conclusão. Os resultados dos pit-falls não mostram diferenças significativas entre os dois grupos de amostras, provavelmente devido à menor dependência dos animais de chão em relação ao habitat proporcionado pela acácia. Consideramos essencial investir na divulgação deste problema junto das populações.

Descobre mais sobre o projeto aqui.