Toda a vida numa célula só

Estela Silva, Ana Santos, Cláudia Fialho

O objecto deste trabalho são as células estaminais. Um dos nossos objectivos é sensibilizar a população para as vantagens da criopreservação, informando acerca dos benefícios da criopreservação das células do cordão umbilical. Outra componente do trabalho, mais laboratorial, consiste na investigação da totipotência, usando a planária como modelo de estudo. Este animal é um verme aquático com a capacidade de regenerar novos indivíduos a partir de fragmentos do seu organismo. No corpo da planária há cerca de 30% de  neoblastos, células indiferenciadas que têm a capacidade de se transformar em qualquer tipo de células. Realizámos uma série de experiências com planárias para tentar perceber como se processa a regeneração. Descobrimos que o processo é mais complexo do que nos pareceu à partida; os fragmentos de planária conseguem desenvolver as estratégias de regeneração mais adequadas a cada situação. Deverá existir um complexo sistema de comunicação química entre as células da planária.

Descobre mais sobre o estudo aqui.