Projetos

Olfato -o sentido que menos envelhece

A Elisabete Matos, a Inês Ventura e a Nicole Lourenço aplicaram testes de audição, olfato, tacto, paladar e visão a pessoas de diferentes idades para testar a sua hipótese: o olfato é o sentido que, nos humanos, se conserva mais apurado.

Influência de uma ETAR na qualidade biológica da água de um ribeiro

A Marly, o Eduardo e a Estela estudaram o impacte do efluente proveniente da ETAR da Zambujeira na qualidade ecológica do Barranco da Zambujeira. Recolheram água e amostras biológicas no barranco, a montante e a jusante da ETAR. No laboratório, fizeram análises químicas e biológicas e aplicaram os índices de qualidade disponíveis para o sul do país.

Ascosferiose em colmeias

A Diana e a Sara investigaram um tratamento natural para uma doença das abelhas, provocada por um fungo. Com a ajuda de uma investigadora do Instituto de Medicina Tropical de Lisboa, aprenderam técnicas de cultivo de fungos em laboratório e fizeram o isolamento do fungo patogénico a partir de uma larva doente. Testaram em seguida o efeito anti-micótico de vários óleos essenciais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Influência dos hábitos de atividade física na satisfação com a imagem corporal

O Jorge Oliveira, o Nelson Duarte e o Tiago Duarte estavam interessados em perceber se os alunos que praticam exercício físico estavam mais satisfeitos com a sua imagem corporal, independentemente das características físicas do seu organismo. Fizeram inquéritos e trataram estatisticamente os resultados. Com este trabalho conquistaram uma menção honrosa. Uma honra foi também poderem apresentar o seu trabalho ao Professor Mariano Gago, na primeira Mostra Nacional de Ciência.

Óleo de cravo-da-índia como anestésico de peixes

A Carla Silva, o Tobias Oliver e a Rute Jesus queriam verificar se o óleo de cravinho funciona como anestésico para o robalo e a dourada; este produto é natural, económico e sem riscos de toxicidade. Investigaram informação sobre diferentes anestésicos de peixes. Aprenderam metodologias de laboratório. Testaram diferentes concentrações de anestésico para duas espécies de peixes. Trataram estatisticamente os resultados e concluíram acerca da melhor concentração para anestesiar peixes com óleo de cravinho. Mostraram este seu projeto na 1ª Mostra Nacional de Ciência.

Efeito da música no desenvolvimento das plantas

O Daniel Guerreiro e a Sofia Costa investigaram acerca da influência da música no desenvolvimento das plantas. Arranjaram materiais para construir pequenas estufas no jardim da escola e montaram uma experiência controlada de crescimento de plantas ao som de diferentes tipos de música.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Efeitos da radiação gama em sementes de açafate branco (Lobularia maritima) e girassol (Helianthus annuus)

João Fernandes, Raquel Conceição e Rute Cesário

A radiação gama tem vindo a ser utilizada para induzir mutações por ser um método de criação de variabilidade genética, tem vindo a ser utilizada em programas de melhoramento e obtenção de novos cultivares. O objetivo deste trabalho foi induzir radiação gama para criar mutações com interesse ornamental. Irradiaram-se 5 lotes de 25 sementes de açafate-branco e 5 lotes de 10 sementes de girassol com as seguintes doses de radiação gama: 30Gy, 50Gy, 100Gy e 200Gy. A taxa de germinação foi significativamente diferente entre os lotes de controlo e os experimentais, tendo sido a taxa das experimentais mais elevada, tanto no açafate-branco como no girassol. Contudo, quanto à taxa de crescimento, os lotes de controlo e, de seguida, os de 30Gy, foram superiores. A experiência não permitiu obter resultados significativos e ainda não foi obtida qualquer mutação.

Se quiseres perceber melhor as conclusões este projeto espreita o relatório final aqui. Podes clicar aqui para espreitares a apresentação.

Influência da música na concentração, memória e raciocínio

Cátia Matos e Mariana Aparício

 Estudos anteriores não apresentam uma resposta única para a questão: Qual a influência da música (ou ruído vs silêncio) no desempenho de tarefas intelectuais? Decidimos realizar uma experiência utilizando estudantes voluntários da Escola E.B.2 3 Damião de Odemira. Esta experiência teve como objetivo perceber se a qualidade das tarefas letivas era influenciada pela música de fundo. Para isto testou-se a compreensão, raciocínio e memória dos estudantes na presença de três tipos de música (pop, clássica ou rock), usando o silêncio como controlo. Os resultados obtidos não mostram diferenças, nem entre os tipos de música, nem entre música e silêncio. Os resultados devem ser analisados com cautela, pelo reduzido tamanho da amostra e pelas diferenças significativas encontradas na dificuldade entre os testes feitos pelos grupos experimentais e controlo.

Se quiseres perceber melhor as conclusões este projeto espreita o relatório final aqui. Podes clicar aqui para espreitares a apresentação.

Dormir + Saber +

Filipa Loução Nuno Jorge Ricardo Duarte

De acordo com a literatura científica, problemas de sono em adolescentes promovem maior cansaço, menos energia, e sintomas como dores de cabeça, dores de estômago e dores nas costas. A privação continuada de sono leva à depressão, ansiedade, raiva, falta de capacidade de concentração, problemas cognitivos, uso de drogas e álcool, prejuízo nos resultados escolares e pensamentos e comportamentos suicidas.

Interessou-nos perceber os hábitos de sono dos alunos da nossa escola. Por outro lado, quisemos comprovar experimentalmente o papel do sono na consolidação da memória declarativa, o que influencia o rendimento escolar dos estudantes.

Para estudar a importância do sono na consolidação da memória, 30 participantes realizaram um teste e um reteste, com um intervalo de 12h entre eles. Um grupo de 15 participantes não dormiram nesse intervalo (grupo Wake) e os restantes 15 dormiram (grupo Sleep). Os testes mostraram que o sono tem influência positiva e participa de forma ativa na consolidação de memória e a privação deste acaba por ter um efeito prejudicial na memória.

Para caracterizar os hábitos de sono dos alunos da Escola Secundária de Odemira (ESO), aplicámos um inquérito a uma amostra de 59 participantes. Alguns dados obtidos: os alunos dormem em média 8,1 horas por dia, 29% dos alunos tem dificuldade em adormecer, a maioria dos alunos sente alguma ansiedade antes de qualquer teste ou outra forma de avaliação formal e quase 29% dos alunos declararam que costumam acordar durante a noite, em média 1,9 vezes. As análises realizadas aos resultados revelaram, entre outras conclusões, que o uso de dipositivos eletrónicos antes de dormir afeta a qualidade do sono. Os alunos deviam conhecer os efeitos adversos que os dispositivos eletrónicos provocam no sono. 

Se quiseres perceber melhor as conclusões este projeto espreita o relatório final aqui. Podes clicar aqui para espreitares a apresentação.

Plantas recicladoras

Biorremediação de efluentes agrícolas com leitos de macrófitas– potencial de algumas espécies nativas comuns em Odemira

Carlos Fançony e Rui Gonçalves

Este estudo pretende investigar se os leitos de macrófitas são eficazes na remoção dos fertilizantes agrícolas utilizados nas culturas hidropónicas no concelho de Odemira. Recolhemos quatro espécies abundantes no concelho de Odemira em solos húmidos e por vezes salgados: Spartina maritima, Juncus maritimus, Sarcocornia fruticosa e Typha latifólia.

Preparámos uma solução residual sintética com os nutrientes predominantemente usados pelas empresas. Preparámos os leitos de macrófitas em hidroponia (lã de rocha) com essa solução e plantámos as 4 espécies. Medimos a quantidade de nutrientes ao longo do tempo, na solução da hidroponia.

Tanto a espécie Apium nodiflorum como a espécie Nastatium officinale se mostraram eficientes na remoção de nutrientes presentes nos fertilizantes usados pelas empresas agrícolas, sendo Apium mais eficaz na remoção de amónia e Nastatium mais eficaz na remoção de fosfatos. Prova-se assim a importância de ter várias espécies a fazer biorremediação de águas residuais agrícolas.

Se quiseres perceber melhor as conclusões este projeto espreita o relatório final aqui. Podes clicar aqui para espreitares a apresentação.