Pequenas artémias, grandes revelações

Ana Bernardo, Annemiek Pronk, Joana Gregório

O nosso projeto consistia em fazer um ecossistema numa garrafa de plástico, que funcionasse como um modelo prático e divertido para alunos do ensino básico, recorrendo essencialmente a materiais reutilizáveis. Trabalhámos com organismos resistentes a alterações do meio e atrativos para os alunos mais novos, um pequeno crustáceo de água salgada – Artemia salina. As artémias acabaram por revelar comportamentos que consideramos extraordinários, como o facto de terem estratégias de reprodução diferentes consoante as circunstâncias do habitat. Este facto sugeriu-nos uma investigação sobre a influência da salinidade na reprodução. Estudámos ainda o efeito de fertilizantes agrícolas nas garrafas ecossistema.  Nada correu como o esperado, mas conseguimos sempre aprender com cada experiência realizada. Uma vez que queríamos incluir uma vertente pedagógica, tomamos a iniciativa de começar pelos mais novos – fizemos uma sessão para crianças de 3 a 6 anos e correu muito bem. Está provado que as pequenas artémias são um excelente método para estudar biologia!

Descobre mais detalhes sobre o estudo aqui e espreita o cartaz aqui.